Connect with us

Geral

Itabela perde Eduardo Ribondi, vítima da covid-19



OFocoNoticias

Publicada

-

Figura emblemática da comunicação no extremo sul da Bahia, Eduardo Ribondi morreu na noite desta quarta-feira, dia 10, aos 70 anos, após 18 dias internado em uma UTI, depois de contrair a Covid-19.

Ele estava internado havia 18 dias em uma Unidade Terapia Intensiva do Hospital Neurocor, na cidade de Porto Seguro, e não resistiu às complicações da doença.

A notícia da morte de Ribondi gerou grande comoção e repercussão dentro e fora do meio dos profissionais da comunicação.

Ribondi era natural do interior do estado do Rio de Janeiro e chegou à região extremo sul da Bahia em meados da década de 80. Desde então, teve passagens por diversas emissoras de rádio, como a extinta Jacarandá AM, em Eunápolis e Pataxós FM, em Itabela, cidade onde residia.

Ficou conhecido como o “eclético”, atuando na cobertura de acontecimentos jornalísticos como repórter e apresentador de noticiários.

Com sua voz grave e imponente, se notabilizou também na apresentação de comícios políticos, shows e eventos de toda a natureza.

Também já atuou como assessor de comunicação nas prefeituras e câmaras municipais de Itabela e Guaratinga.

Morou a maior parte do tempo em Itabela, onde constituiu família e teve três filhos e netos.

Ribondi deixa viúva dona Marlene Mizskovski, de 66 anos.

A família ainda não informou onde o corpo do comunicador será sepultado.

 

Informações do site Radar64

Comentários do Facebook

Em Alta

Copyright © 2021 - OFocoNotícias/ Email: ofoconoticias@gmail.com