Connect with us

Crime

Mais uma mulher é assassinada em menos de 48 horas, em Itabela



OFocoNoticias

Publicada

-

Na tarde desta terça-feira, dia 31, por volta das 16h40, uma mulher foi morta à facadas por um homem, no bairro Bandeirante, em Itabela. Segundo informações, a vítima não era moradora de Itabela e estaria na cidade para a temporada de colheita de café.

Segundo matéria do site GiroBahia, a vítima foi identificada como sendo Cristiane Freitas da Silva, de 32 anos. O assassino foi identificado como sendo José Nilton Ramos dos Santos, vulgo de ‘Bala’, de 50 anos. Cristiane foi morta por golpes de faca, desferidos no pescoço.

Em ação rápida dos policiais militares do 4° Pelotão de Itabela, o acusado de ter cometido o crime foi preso em flagrante quando já tentava fuga.

PRIMEIRO CASO

Um dia antes, na segunda-feira, dia 30, outra mulher havia sido encontrada morta a pauladas, em Itabela. A vítima foi Aureny Ferreira Da Silva, popularmente conhecida por ‘Laura’, de 46 anos. O corpo de Laura foi sepultado na manhã desta terça-feira, dia 31. Nenhum suspeito por sua morte foi preso até o momento.

AGOSTO LILÁS

Em Itabela, o mês que representa a conscientização e o combate à violência contra a mulher, fecha com um triste saldo de duas mulheres assassinadas nos dois últimos dias do mês.

A campanha ‘Agosto Lilás’ foi criada como parte da luta representada pela Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, para combater e inibir os casos de violência doméstica contra a mulher no Brasil.

DENUNCIE, LIGUE 180

O Ligue 180 é um serviço de utilidade pública essencial para o enfrentamento à violência contra a mulher. Além de receber denúncias de violações contra as mulheres, a central encaminha o conteúdo dos relatos aos órgãos competentes e monitora o andamento dos processos.

O serviço também tem a atribuição de orientar mulheres em situação de violência, direcionando-as para os serviços especializados da rede de atendimento. No Ligue 180, ainda é possível se informar sobre os direitos da mulher, a legislação vigente sobre o tema e a rede de atendimento e acolhimento de mulheres em situação de vulnerabilidade.

Comentários do Facebook

Em Alta

Copyright © 2021 - OFocoNotícias/ Email: ofoconoticias@gmail.com