Connect with us

Polícia

Restos de um corpo sem cabeça encontrado no Rio Jucuruçu em Prado pode ser de uma adolescente que sumiu em abril


Uma tia de Isadora esteve no local e reconheceu o corpo através das roupas

OFocoNoticias

Publicada

-

Os  restos mortais de um corpo encontrado por um pescado nesta segunda-feira, 24 de maio, no  Rio Jucuruçu, no Bairro de Cima, também conhecido como ‘Barro” na cidade do Prado, pode ser de Isadora, de 16 anos, que desapareceu no dia 25 de abril junto com Natália Sampaio Santos de 17 anos que foi encontrada morta com perfurações de arma branca e uma corda no pescoço no dia 28 de abril.

Os restos mortais estavam sem a cabeça e os membros (pernas e braços) e, segundo o delegado Maderson Souza, que está respondendo interinamente pela delegacia, o corpo pode ter sido amarrado com uma corda no pescoço, como o corpo de Natália.

Uma tia de Isadora esteve no local e reconheceu o corpo através das roupas, como sendo de sua sobrinha, mas só o exame de necropsia poderá indicar se realmente o corpo é da adolescente ou não. O delegado acredita que tudo leva a crer que a jovem foi assassinada, assim como a amiga. A polícia segue envesgando o crime.

Fonte: Bahiaextremosul

Comentários do Facebook

Em Alta

Copyright © 2021 - OFocoNotícias/ Email: ofoconoticias@gmail.com