Connect with us

Geral

UTIs quase lotadas e funcionários de hospital com salários atrasados


Aumento da curva de contágio leva região a se aproximar de crise no sistema de saúde

OFocoNoticias

Publicada

-

O aumento da curva de contágio de Covid-19 leva a Costa do Descobrimento a se aproximar de um “colapso” no sistema de saúde. Os leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) das redes pública e privada estão quase lotados. Nesta quinta-feira (18), a ocupação dos leitos de UTI do Hospital Covid-19, em Eunápolis, que é gerido pelo governo do estado, já está com 80%. Já no Hospital Ames – único da rede privada com UTI – a ocupação é de 100%.

“Nossa UTI tem ficado, na maioria das vezes, em 100% ocupada, então, muitas vezes precisamos transferir pacientes até para outras cidades ou estados”, afirmou o médico Gediel Sepúlveda, diretor do Ames.

Em Porto Seguro, a situação não é muito diferente. Dos oito leitos de UTI disponíveis no Hospital Neurocor – mantidos em convênio com o governo do estado -, apenas três estão vagos, o que representa uma ocupação de 62,5%.

Toda essa ocupação de leitos de UTI, para onde são destinados os pacientes em estado mais grave, é reflexo do número crescente de casos da doença nos oito municípios que compõem a microrregião. Apesar do alerta para a segunda onda de coronavírus, parte da população tem se descuidado das medidas protetivas, como uso de máscara, intensificação das práticas higiênicas e distanciamento social.

SALÁRIOS ATRASADOS

Para piorar a crise na saúde, os servidores que trabalham no Hospital da Covid-19, em Eunápolis, denunciam que estão com salários atrasados. Uma técnica em enfermagem, que prefere não se identificar, declarou que os salários de janeiro ainda não foram pagos. A exceção, de acordo com ela, são os médicos. “Mesmo assim, todos nós estamos vindo trabalhar, sem saber quando iremos receber, pois somos da linha de frente e não podemos deixar a população desassistida. Somente os médicos receberam até agora”, declarou ela.

Os recursos para manutenção do Hospital Covid-19 são repassados pelo governo do estado para a organização social Fundação Gonçalves e Sampaio (FGS), que administra a unidade. Em nota enviada ao RADAR 64, a FGS informou que não recebe há três meses.

TOQUE DE RECOLHER

Para tentar conter o avanço da Covid-19 na Bahia, a partir desta sexta-feira (19) ficará restrita a circulação de pessoas nas ruas e o funcionamento de serviços não essenciais após as 22h em grande parte do estado, incluindo os municípios da Costa do Descobrimento: Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Belmonte, Itapebi, Itagimirim, Itabela e Guaratinga.

A restrição compreenderá o período das 22h às 5h, durante o período de sete dias.

Fonte: Radar64

Comentários do Facebook

Em Alta

Copyright © 2021 - OFocoNotícias/ Email: ofoconoticias@gmail.com